Qualidade Do Ar Interno Na Indústria

Sumário

A qualidade do ar interno na indústria é tema de muitos debates, e por razões obvias: saúde, qualidade de vida dos colaboradores e produtividade. As consequências da má qualidade do ar na saúde do colaborador são complexas, e apesar da gravidade dos efeitos, ainda são poucas as indústrias que dão a devida relevância ao assunto.

Os reflexos diretos na empresa com a falta de cuidado com a qualidade de vida do trabalhador são:

  • Aumento da taxa de abstenção;
  • Capacidade produtiva deficiente;
  • Imagem negativa perante aos colaboradores;
  • Imagem negativa perante sociedade e as organizações de classe.

Ninguém deseja trabalhar em uma empresa que não preza pelo bem estar do colaborador, e cada vez mais encontramos pessoas (ou grupo de pessoas) que não compram produtos de empresas negligentes com o meio ambiente ou com o seu trabalhador.

Promover a qualidade do ar interno na indústria

A maioria das pessoas não notam ou nem comentam quando a qualidade do ar interno em uma empresa é boa, mas com certeza as criticas aparecem quando o ar está contaminado ou quando a temperatura interna está alta.

A qualidade do ar é prejudicada quando há poeira ou particulado suspendo no ar, odores desagradáveis, contaminantes químicos, umidade ou mofo. Essas condições são relacionadas a características físicas do ar:

  • Falta de circulação do ar;
  • Desconforto térmico;
  • Umidade em excesso.

Sistemas de ventilação industrial oferecem meios para melhorar a qualidade do ar interno da indústria com o posicionamento dos equipamentos de forma que o ar se mantenha dentro das condições aceitáveis em relação a temperatura, remoção de partículas (poeira) e conforto térmico.

As queixas mais comuns na indústria com relação a qualidade do ar interno são:

  • Temperatura muito alta;
  • Temperatura muito baixa;
  • Ar em movimento muito rápido;
  • Ar parado (sem movimento);
  • Alta umidade (condensação em janelas ou equipamentos);
  • Ar seco.

As consequências das características do ar apresentadas acima nos colaboradores geralmente são:

  • Incidência constante de gripes e resfriados;
  • Dores de cabeça;
  • Sinusite;
  • Congestão,
  • Tonturas;
  • Náuseas;
  • Fadiga;
  • Irritação nos olhos;
  • Irritação no nariz e garganta.

A empresa deve promover a organização e manutenção do ambiente fabril identificando os causadores dos efeitos da má qualidade do ar interno. Maquinas e equipamentos devem ser mantidos limpos; identificação das fontes de calor, identificar as fontes de contaminação química ou biológica e conduzir reformas ou construções de forma a minimizar os impactos na qualidade do ar do ambiente.

A importância da ventilação industrial

A qualidade do ar interno deteriora quando não há ar fresco o suficientes sendo trazido para o ambiente, aumentando a concentração de poluentes e da temperatura.

A ventilação industrial não deve apenas promover a troca do ar (princípio básico da ventilação industrial), mas também trazer conforto ao ambiente de trabalho ajudando no controle da temperatura e da umidade interna.

qualidade do ar através da ventilação industrial

Um plano de ação deve ser desenvolvido juntamente com empresa capacitada e experiente na observação de todos os fatores e variáveis do projeto, como por exemplo, a atividade produtiva desenvolvida no local.

Desta maneira a indústria irá desenvolver um processo sustentável de ventilação industrial que não afetará de maneira negativa no processo produtivo e ao mesmo tempo trará retorno do investimento através do aumento da produtividade promovendo a saúde o bem estar dos colaboradores.

Projetos de ventilação industrial podem ser aplicados a pequenas, médias e grandes industrias não importando o seu ramo de atuação. Os resultados positivos da ventilação industrial podem ser sentidos imediatamente apos o inicio do funcionamento dos equipamentos.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp